Fábrica de Cristais de Murano

Olá Viajante,

Você já deve ter ouvido falar que só é “champanhe” o vinho espumante produzido na região de Champagne, na França. O resto… é espumante! Será que a mesma regra vale para os vidros e cristais produzidos na região de Veneza, na Itália?

Bem próximo da ilha de Veneza fica uma outra cidade, formada por um arquipélago, chamada Murano. A cidade se tornou conhecida no mundo todo pela produção de um tipo único de vidro, com excelente qualidade: o “Cristal de Murano”.

O Cristal de Murano “veneziano”

O consenso dos turistas é o de que não importa se o cristal produzido na região foi fabricado em Murano ou na vizinha Veneza. A qualidade do trabalho é a mesma e o processo de fabricação também. Mas isso tem um limite! Fique atento às lojinhas da cidade, que muitas vezes vendem lembranças de “Cristais de Murano”. Essas peças na verdade são produzidas muito mais longe, na China, e de Murano só pegaram ao nome…

Em sua viagem para Veneza, se tiver pelo menos um dia livre, aproveite para fazer um passeio até Murano. Conheça a arquitetura do lugar, visite uma ou mais fábricas de cristais, além do Museu do Vidro de Murano. Ou, se estiver sem tempo livre, foque  apenas em Veneza. A cidade também possui algumas fábricas de cristais, o que dá ao turista uma experiência muito parecida com a das fábricas em Murano.

Mas o que tem de tão especial o Cristal de Murano ao ponto de ser conhecido no mundo todo? Embora as técnicas de fabricação de vidro sejam conhecidas há séculos em diversas regiões do mundo, foi em Veneza que o vidro da região ficou famoso. Isso por causa de fórmulas e misturas secretas, que passavam de pai para filho. Dessa forma o vidro comum se transforma em peças com cores vibrantes, de formatos únicos, considerados praticamente obras de arte.

A visita às Fábricas

Hoje, ao visitar essas fábricas no arquipélago (seja em Murando, seja em Veneza), o turista poderá ver como funciona essa produção. Poderá conhecer as técnicas de uso do forno, as diferentes misturas que geram cores únicas e o processo de molde do vidro. Basicamente o vidro incandescente é trabalhado de duas formas: por insuflamento ou por trabalho artesanal de moldagem. Nas visitas tradicionais, como mostra o vídeo acima, o turista assiste a criação de uma das peças mais clássicas e um dos símbolos do cristal de Murano: o “cavallo di vetro”.

Os tours às fábricas de vidro costumam ser gratuítos. Ao final das apresentações os visitantes tem a oportunidade de comprar peças produzidas pelo artesãos, vendidas nas lojinhas das fábricas.

Gostou? Ficou animado para viajar? Fale com a gente. Teremos o maior prazer em ajudar você a planejar a sua viagem, escolher seu hotel, passagens e passeios!

Deixe uma resposta