Tour pelo Porto – Ribeira e Vila Nova de Gaia

Olá viajantes!

O post de hoje é dedicado a um passeio pela região da Ribeira e ao principal Cartão Postal do Porto: a Ponte Luís I. Nosso passeio inclui ainda uma visita até a outra margem do Rio Douro: Vila Nova de Gaia e suas famosas Caves de Vinho do Porto.

Ponto de saída, em frente à Estação de São Bento, uma das regiões mais movimentadas do Porto.

Assim como nosso outro passeio a pé pelo Porto (se você ainda não leu esse post, clique aqui!), nossa saída e chegada é a partir da Estação São Bento, que por si só já é um dos lugares mais bonitos da cidade. Esse segundo tour tem um percurso de aproximadamente 10 quilômetros, a ser realizado a pé, de forma muito tranquila, durante um dia. Escolhemos a Estação de São Bento como ponto de partida e de chegada, pois o local é central e de fácil acesso por trem e metrô.

A partir da Estação de São Bento fizemos uma primeira caminhada pela Av. Dom Afonso Henriques, aos fundos da Sé do Porto, até alcançarmos o tabuleiro superior da Ponte Luís I.

Detalhe da Ponte D. Luis e de seus dois tabuleiros.
Detalhe da Ponte D. Luis e de seus dois tabuleiros. O trânsito de veículos acontece apenas no tabuleiro inferior. O superior é reservado ao Metrô. Os pedestres podem trafegar por ambos.

Sé do Porto

Se você ainda não conhece a o Paço e Sé do Porto poderá aproveitar e passear pela região antes de cruzar a ponte.

No Terreiro da Sé podem ser vistos e visitados o “Paço Episcopal”, a “Catedral da Sé”, o “Pelourinho do Porto”, o “Chafariz do Pelicano”, o “Chafariz do Anjo”, a “Estátua de Vímara Peres”, o Museu do Tesouro da Sé do Porto, o Tribunal Canônico do Porto, a Casa-Museu Guerra Junqueiro, além é claro, da própria Catedral da Sé do Porto.

Embora a área que ocupa hoje não represente a forma que tinha nos tempos medievais, o local chama a atenção. Primeiro porque, apesar de todas as intervenções, ainda é possível observar ruínas da “Cerca Primitiva”, dos Séculos XI e XII, que protegiam a área da Sé.

Vista panorâmica do Paço, Catedral da Sé e Mosteiro da Serra do Pilar ao fundo.

Essa “re-caracterização” dos monumentos e locais históricos portugueses foi um dos pilares e marca do Estado Novo, período em que Portugal foi  governado pelo ditador Oliveira Salazar. Durante seu governo houve uma política de se reconstruir o passado, com o objetivo de recuperar e resgatar os tempos gloriosos de Portugal. Assim, essa área do Porto, que até então era ocupada por casas medievais, foi totalmente desocupada e repaginada, as casas demolidas para que de uma “forma artificial” levasse aos visitantes um aspecto de grandiosidade do Estado Português. E de fato, impressiona…

Além do Terreiro da Sé do Porto, outros locais foram construídos e “recuperados” durante a ditadura de Salazar. Entre essas intervenções, a mais emblemática talvez seja o “Castelo de São Jorge” em Lisboa, que apesar de parecer um castelo medieval, é uma construção criada no século XX, durante o período do governo de Salazar.

Ponte Luis I

A alguns passos do terreiro da Sé chegamos ao tabuleiro superior do principal ícone arquitetônico da cidade do Porto e a uma das mais lindas paisagens da cidade: a Ponte D. Luis. Construída no final do século XIX para ligar as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia, a ponte metálica foi projetada pelo engenheiro Théophile Seyrig, discípulo de Gustave Eiffel.

Tabuleiro Superior da Ponte D. Luis, com tráfego exclusivo para pedestres e do Metrô.

A ponte possui dois tabuleiros, um superior e um inferior, ambos acessíveis a pedestres. O trânsito de veículos acontece exclusivamente no tabuleiro inferior, enquanto no superior é cortado pelo sistema de Metrô da cidade. Aliás, achamos bem diferente o espaço do tabuleiro superior, em que pedestres e o metrô disputam o mesmo espaço. Durante nossa visita um grupo de meninas que fazia uma festa de despedida de solteira cronometrava o tempo da chegada do próximo trem, tentando tirar uma foto em grupo, todas sentadas no chão da ponte… Então, cuidado ao transitar pelo tabuleiro superior, para não ser atropelado pelo trem do metrô!

Ensaio fotográfico de “Despedida de Solteira” no tabuleiro superior da Ponte D. Luis.

Antes de cruzar a ponte, aproveite para observar a paisagem, em especial as duas margens do Douro e seus contrastes: a Ribeira , no lado do Porto, e, do outro lado, o Cais de Vila Nova de Gaia. Depois de cruzar a ponte é hora de exercitar um pouco as pernas e subir uma “pequena escadaria” para visitar o Mosteiro da Serra do Pilar, de onde se tem mais uma vista espetacular da cidade do Porto.

Imagem Panorâmica da Ponte D. Luis e Ribeira do Porto, a partir de Vila Nova de Gaia

Mosteiro da Serra do Pilar

Construído em estilo clássico entre os séculos 16 e 17, o Mosteiro da Serra do Pilar é Patrimônio Mundial da Unesco e está aberto para visitação pública desde 2012. O ingresso custa 4€ e inclui a subida à cúpula. Há ainda uma opção de vista, sem acesso à cúpula, que custa 2€. Aproveite para conhecer o claustro e a arquitetura única do prédio, construído em forma de círculo. Para saber mais sobre o mosteiro, clique aqui.

Vista da Ponte D. Luis a partir da Ribeira, o Mosteiro da Serra do Pilar com seu Domo característico ao fundo.

El Corte Inglês

Depois de visitar o Mosteiro da Serra do Pilar sugerimos um desvio no passeio antes de prosseguirmos para o Cais de Gaia. Se você gosta de compras, aproveite para conhecer o El Corte Inglês. Para quem não conhece, o El Corte Inglês é uma loja de departamentos muito famosa em Portugal e na Espanha. A loja do El Corte Inglês em Vila Nova de Gaia oferece transporte gratuito ida e volta a partir do final do tabuleiro superior da Ponte D. Luis. É só procurar a van que fica estacionada no local e solicitar o serviço.

Teleférico

Se você não gosta de compras ou quer economizar um pouco de tempo para aproveitar um pouco do dia em outras atividades, pule a visita ao El Corte Inglês e vá direto para o próximo destino de nosso tour: o cais de Vila Nova de Gaia. A maneira mais fácil (e bonita) de chegar ao cais é utilizar o serviço de teleférico a partir do final do tabuleiro superior da Ponte D. Luis (chamada de Estação Alta) até a Estação Baixa do teleférico.

Detalhe do Teleférico de Gaia, com vista da Ribeira e Terreiro da Sé ao fundo.

O teleférico funciona a partir das 10h da manhã e o bilhete de descida custa 6€. O horário de encerramento varia conforme a época do ano e pode ser às 18h (inverno), 19h (de março a abril e de setembro a outubro) ou 20h (verão). Então é recomendável verificar no site do Teleférico de Gaia o horário de funcionamento durante a sua visita.

Ao desembarcar na Estação Baixa do teleférico você terá muitas opções de passeio em Vila Nova de Gaia. Acompanhe abaixo algumas delas.

Passeio pelo Douro

A partir do Cais de Gaia você terá várias opções de Cruzeiros pelo Rio Douro e de passeios nos Rabelos, as embarcações características da região, utilizados ao longo dos séculos para o transporte de barris de vinho do Porto. Você poderá comprar os passeios na hora ou reservar com antecedência.

Cais de Vila Nova de Gaia, com seus famosos Rebelos, embarcações características, usadas para o transporte de Vinho do Porto e que hoje são utilizadas para passeios turísticos.

Os passeios pelo Rio Douro mais conhecidos são o Cruzeiro das Seis Pontes (navegação pelo Rio Douro que dura em torno de 50 minutos e que passa pela Ponte D. Luís, Ponte do Infante, Ponte D. Maria Pia, Ponte de S. João, Ponte do Freixo e Ponte da Arrábida), o Passeio de Iate Privativo (com duração de duas horas e com direito a um drinque de boas vindas) e o Porto Jet Boat (um barco em alta velocidade para quem gosta de mais adrenalina). Para quem procura algo mais romântico, há ainda o Passeio em Veleiro, com duas horas de duração e com direito a Champanhe!

Passeio de Rebelo pelo Douro. O mais conhecido visita as Sete Pontes da cidade.

Nossa recomendação é que utilize os serviços da Living Tours para contratar um dos passeios pelo Douro. Você pode também entrar em contato com a gente, enviar um e-mail para contato@viajanterei.com.br, ligar ou enviar um WhatsApp para +55 (21) 97925-4747 para que possamos cotar os passeios pelo Porto, sem que você precise pagar nada a mais por isso.

Mercado Beira Rio

Ainda no Cais de Gaia, bem pertinho da Estação Baixa do Teleférico de Gaia, fica o Mercado Beira Rio.  O Mercado, que passou recentemente por uma reforma e restauração, oferece aos visitantes diversas opções para um almoço, uma comidinha rápida com direito a sobremesa. Em estilo informal, o lugar oferece mesas compartilhadas e balcões, com 47 lojas e bancas onde são oferecidos diversos serviços aos visitantes, como sanduíches, bebidas e drinks, além de um mercado normal, com açougue, banca de frutas e flores.

Mercado Beira Rio

Mesmo que não esteja com fome, não deixe de dar uma passadinha no Mercado Beira Rio, nem que seja apenas para conhecer o espaço e voltar outro dia para um happy hour… Para conhecer as lojas do Mercado Beira Rio clique aqui.

Visita às Caves do Vinho do Porto

Conhecer a cidade do Porto e não visitar uma Cave de Vinho do Porto é como ir a Roma e não ver o Papa: a visita é obrigatória! Mas isso não significa que você precise conhecer todas as Caves: uma é suficiente e as visitas são muito parecidas: você conhece o processo de fabricação do vinho, visita as Caves e termina o passeio provando um ou mais tipos de vinho do Porto.

Prova de Vinho do Porto na Caves Ferreira

Mas se os passeios são tão parecidos e se visitar apenas uma Cave é suficiente, qual Cave você deve escolher para visitar? Para isso temos algumas dicas: fuja das vistas gratuitas (elas não são organizadas pelas caves tradicionais e normalmente tem como objetivo apenas fazer você comprar os produtos que oferecem). Dê preferência em fazer sua visita a uma das Caves de marcas renomadas de Vinho do Porto: dentre essas, escolha a que mais agradar você – a marca que você já conhece ou a que tem vontade de conhecer. Se não tiver nenhuma preferência, selecionamos abaixo algumas Caves para você escolher:

  • Cálem – Marca do Grupo Sogevinus, a Porto Calém em Vila Nova de Gaia é a Cave que oferece as opções mais variadas de tours em suas Caves. A Calém oferece duas visitas com Degustação – Standard com prova dos vinhos Cálem Fine White e Cálem Special Reserve Tawny (12€) e Premium com prova dos Cálem White & Dry, Cálem Tawny 10 Anos, e Cálem L.B.V. (15€). Oferece ainda a “Degustação & Fado”  – sempre às 18h30, com prova dos vinhos Cálem Fine White  e Cálem 10 Years Old Tawny, além de uma apresentação de Fado com duração aproximada de 45 minutos (21€). Há ainda duas opções de “Visita & Gastronomia“, uma de Harmonização com Chocolates (Cálem Colheita, Cálem 10 Anos Tawny e Cálem White & Dry acompanhando Margarida chocolate de leite; Margarida chocolate Meio Amargo, Chocolate Dark com passas e Tartelete de chocolate Dark – 20€) e outra de Harmonização com Queijos e Chocolates (Cálem Late Bottle Vintage, Cálem Vintage e Cálem Colheita acompanhando Queijo de Cabra Transmontano, Queijo da Ilha de S. Jorge, Tartelete chocolate Dark e Margarida chocolate leite, além de crackers e compota – 30€). As reservas antecipadas podem ser compradas diretamente no site da Porto Cálem.
  • Graham’s Port Lodge – A logística de funcionamento da Graham’s Port Lodge é um pouco diferente das outras caves em Vila Nova de Gaia e as visitas precisam ser agendas com antecedência. Isso pode ser feito pelo site da Graham’s, por telefone (+351 223 776 490 ou +351 223 776 492) ou por e-mail (grahams@grahamsportlodge.com). As visitas, que custam a partir de 15€, acontecem todos os dias e podem ser realizadas entre 9h30 e 17h30 (de 1º de abril a 31 de outubro) e entre 9h30 e 17h (de 1º de novembro até 31 de março);
  • Croft Port – A Croft, a mais antiga empresa em operação no Vale do Douro, também oferece visita às suas Caves em Vila Nova de Gaia. Escrevemos sobre a Croft em um post recente, onde contamos nossa experiência no Tour pelo Vale do Douro. Para fazer uma visita às Caves da Croft você não precisa de reserva ou de agendamento prévio. Os tours acontecem durante todos os dias do ano (exceto no dia de Natal), das 10h às 19h30 , sempre por ordem de chegada. A “Experiência Croft” custa 12€ e inclui, além da visita às caves, a degustação de três vinhos do Porto: o Croft Pink, o Ruby Reserva e o Tawny 10 anos. Há uma opção de  tour para menores de idade (dos 8 aos 17 anos) que custa 5€ e inclui um copo de suco de uva e biscoitos.
  • Ramos Pinto – A visitas às Caves da Ramos Pinto acontecem todos os dias, das 10h às 18h (com última visita tendo início às 17h). Não há reserva prévia ou venda de vouchers. As visitas acontecem de acordo com a demanda, por ordem de chegada.
  • Caves Ferreira – Os rótulos Ferreira e Ferreirinha pertencem ao Grupo Sogrape, dona também das marcas Mateus, Offley e Sandeman. São oferecidos quatro tipos de visita às Caves Ferreira. O que muda de uma para outra são os tipos e qualidades de vinhos oferecidos ao final da visitação. São elas: a Visita Clássica (Preço 12€) com prova de dois Vinhos do Porto. A Visita Premium (15€)  com prova de três vinhos de categoria superior – Branco, Ruby e Tawny. A Visita Casa Ferreirinha (16€) com prova de três Vinhos do Douro DOP “Casa Ferreirinha” e a Visita Dona Antónia (22€) com uma prova alargada de 5 vinhos do Porto, num espaço reservado. As visitas acontecem todos os dias, das  10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. A compra das visitas pode ser feita diretamente na Cave, mas recomenda-se a compra com antecedência, principalmente em épocas de maior demanda, quando não poderá haver horário próximo ou disponibilidade da visita que você deseja fazer.
Detalhe da Visita à Caves da Casa Ferreira
Detalhe da Visita à Caves da Casa Ferreira
  • Offley – A Sogrape, dona da Casa Ferreira, também é proprietária da marca Offley. As visitas à Cave acontecem entre os meses de março e outubro das 10h às 12h30 e das 14h às 18h. São oferecidos três tipos de visita: a Clássica (10€) com prova comentada de dois vinhos do Porto. A visita Offley Reserva (13€), com prova de três Vinhos do Porto Offley, incluindo um Porto Reserva e  visita Barão de Forrester (20€), para pequenos grupos de connoisseurs, uma visita intimista com uma seleção mais alargada de Vinhos do Porto Offley. A compra da visita pode ser feita diretamente na Cave, mas recomenda-se a compra com antecedência para garantir o horário e disponibilidade da visita desejada.
  • Sandeman – A Sandeman, assim como a Ferreira e Offley, pertence ao Grupo Sogrape Vinhos. As visitas acontecem em dois horários, dependendo da época do ano: entre março e outubro das 10h00 às 20h00 (a última visita começa às 19h00) e entre novembro e fevereiro das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. A Sandeman oferece as seguintes opções de visita às suas Caves: Visita Clássica (12€) com provas de dois tipos de Vinho do do Porto – Rubies e Tawnies. Visita Premium (15€), com prova de três vinhos de categoria superior – Branco, Ruby e Tawny. Visita 1790 (22€), finalizada com uma prova mais alargada de Vinhos do Porto, no espaço “1790”. Visita “100 Anos de Tawnies Velhos”  (40€), com uma prova compreensiva de vinhos de 10, 20, 30 e 40 anos – num espaço reservado e intimista. A compra da visita pode ser feita diretamente na Cave, mas recomenda-se a compra com antecedência para garantir o horário e disponibilidade da visita desejada.
  • Taylor’s Port – Por fim apresentamos as opções de passeio nas Caves da Taylor’s Port. O passeio é um “áudio tour” e custa 15€. Ao final da visita são degustados dois vinhos:  o Chip Dry – Branco Extra Seco e Late Bottled Vintage (LBV). Há ainda uma visita para menores de idade (dos 8 aos 17 anos), com degustação de suco de uva e biscoitos, por 6€. As visitas acontecem todos os dias das 10h às 18h. A Sala de Provas e a Loja fecham às 19h30. A compra da visita também pode ser feita diretamente na Cave, mas é recomendável a compra com antecedência, para garantir o horário e disponibilidade da visita desejada.

    Entrada da Caves Ferreira em Vila Nova de Gaia

Centro Histórico

Depois de fazer o tour por uma das Caves de Vila Nova de Gaia prosseguiremos com um passeio no Centro Histórico da Cidade. Nossa sugestão é a de apreciar a arquitetura dos prédios, caminhar despreocupadamente pelas ruas do centro histórico, até nossa próxima parada: o The Yeatman Hotel.

Rua do Centro Histórico de Vila Nova de Gaia

The Yeatman Hotel

O The Yeatman é um hotel de luxo localizado em Vila Nova de Gaia e de propriedade da Taylor’s. Mas o que faz um hotel na lista de visita de um Tour pela cidade? São três os motivos:

  1. O The Yeatman tem uma localização privilegiada, um lugar que se pode contemplar (de graça) um lindo por do sol;
  2. No hotel funciona um dos melhores restaurantes da cidade, o “Restaurante Gatronómico”, com duas estrelas no Guia Michelin conquistadas pelo Chef Ricardo Costa. O restaurante abre às 19h e oferece uma experiência diferente de jantar, até às 21h30, com duas opções de Menus Degustação, renovados frequentemente pelo chef. As reservas para o jantar no Restaurante Gatronómico podem ser feitas aqui.
  3. O The Yeatman tem ainda outra opção para se comer bem: o Restaurante Orangerie, também comandado pelo Chef Ricardo Costa. Aberto tanto para o almoço quanto para o jantar, o Orangerie funciona com serviço a la carte, inclusive com opções para crianças. O almoço é servido das 12h30 às 15h e o jantar das 19h30 às 22h. As reservas para o Restaurante Orangerie podem ser feitas aqui.

Ribeira

Depois de aproveitar o Por do Sol no hotel The Yeatman, é chegada a hora de voltar ao Porto  e ao final de nosso passeio. Antes de encerrar o tour teremos ainda mais uma parada: a Ribeira.

Mureta nas margens do Rio Douro, onde se localizam os restaurantes da Ribeira do Porto.

Fazendo o percurso inverso do de nossa ida para Vila Nova de Gaia, depois de voltarmos ao Caís de Gaia iremos atravessar novamente a Ponte D. Luis, mas desta vez através do Tabuleiro Inferior. Do outro lado da ponte chegamos a Ribeira do Porto.

Detalhe das Casas na Ribeira do Porto.

A Ribeira fica às margens do Rio Douro e é um ótimo lugar para passar o fim do dia e começar a noite: o local é ponto de encontro da “moçada”, que se reúne às margens do rio, em um dos diversos “points”, para bater papo e tomar uma cerveja ou um drink. É na Ribeira que se concentram também diversos restaurantes, onde se pode jantar às margens do rio, apreciando a linda paisagem, com a ponte D. Luis e Vila Nova de Gaia ao fundo.

Vista Noturna da D. Luis e do Douro, a partir da Ribeira do Porto.

Depois de jantar e de descansar das longas caminhadas é hora de subir pelo Funicular dos Guindais para o final de nosso passeio.

Funicular dos Guindais

O Funicular dos Guindais liga a Ribeira e o tabuleiro inferior da Ponte D. Luis à Parte Alta do Porto, na Praça da Batalha. Inaugurado no final do Século XIX, do funicular se tem uma vista privilegiada da Ribeira, da Ponte D. Luis e de Vila Nova de Gaia.

O acesso ao Funicular custa €2.50 e o bilhete pode ser comprado na hora, no próprio acesso à estação. Na subida pelo Funicular é possível observar ao lado esquerdo um trecho preservado da Muralha Ferdinanda, que cercava e protegia a Cidade do Porto.

Detalhe do trajeto do Funicular dos Guindais, visto a partir da Ponte D. Luis

Durante o verão (de abril a outubro) o funicular funciona das 8h às 22h e aos finais de semana (sextas e sábados) até a meia noite. No inverno (de novembro a março) o funcionamento é das 8h às 20h e aos finais de semana (sextas e sábados) também até a meia noite. Durante o São João e na noite de Ano Novo o Funicular funciona a noite toda, sem interrupção.

Batalha

A estação final da subida do Funicular dos Guindais fica junto à estação Batalha-Guindais. Se você ainda não visitou a região será uma ótima oportunidade de conhecer a Praça da Batalha , onde podem ser vistos o Monumento ao Rei D. Pedro V, o Teatro Nacional São João e a Igreja de Santo Ildefonso. O nome “Batalha” vem da luta entre Cristãos e Mouros que, de acordo com relatos orais, teria acontecido no local.

Estação de São Bento

A partir da estação Batalha-Guindais, caminhamos mais um pouco até a Av. Dom Afonso Henriques e em seguida ao ponto em que iniciamos esse tour: a Estação de São Bento.

Detalhe do saguão da Estação de São Bento.

Terminamos assim aqui nosso passeio, na Estação São Bento, uma joia da cidade. Até hoje funcionando como uma estação ferroviária, a estação possui um saguão imponente, decorado com azulejos que retratam momentos importantes na história de Portugal.

Paisagem a partir do teleférico de Vila Nova de Gaia, com a Ponte D. Luis e o Porto ao fundo.

Se você ainda não leu nosso post sobre o tour pelos principais pontos turísticos do Porto, clique aqui.

Recomendamos fazer um passeio pela cidade com o casal Max e Lívia, do Canal Maximizar. Sugerimos também os passeios da Living Tours Gray Line.

Detalhe dos Rabelos, embarcações típicas, com o Rio Douro e Vila Nova de Gaia ao fundo.

Gostou? Ficou animado para viajar? Fale com a gente. Teremos o maior prazer em ajudar a planejar a viagem perfeita para você!



Booking.com