Tour por Niagara Falls

Olá Viajante! No post de hoje você acompanha como foi o passeio que fizemos por Niagara Falls (Cataratas do Niágara) a convite da VIP Ontario Tours.

Compra do Tour

As reservas e compras dos passeios podem ser feitas com antecedência pela internet. Nossa sugestão é que você utilize o TripAdvisor para conhecer a opinião de outros viajantes sobre as operadoras locais. Será uma ótima ferramentar para ajudar você a escolher com quem irá fazer o passeio.

Hoje iremos contar como foi nossa experiência com a VIP Ontario Tours, a operadora que escolhemos para o nosso passeio até Niagara Falls. O Tour que fizemos custa 123 dólares canadenses por pessoa. Há outras duas opções, que incluem no tour um passeio de barco ($ 143 por pessoa) ou o passeio de barco e um almoço buffet ($169 por pessoa).

VIP Ontario Tours oferece ainda opções de tours privados a partir de três e para até 27 passageiros . Consulte no site da VIP Ontario Tours os valores válidos para a data da sua saída.

Nossa simpática guia, que deu dicas valiosas durante toda o passeio.

Ao fazer a compra pelo site você escolhe a data do passeio e o número de pessoas. Ao finalizar o pagamento você receberá em seu endereço de e-mail a confirmação do pedido e o voucher, que deverá ser apresentado no momento do embarque. A VIP Ontario Tours entrará em contato para informar o horário em que você deverá se apresentar na recepção do hotel.

O Tour

No horário programado a Van da  VIP Ontario Tours veio nos buscar no hotel em Toronto. A guia, muito simpática, nos apresentou os outros passageiros que iriam fazer o passeio com a gente: um casal de ingleses e dois italianos.

Nosso passeio durou o dia todo, com retorno para Toronto no final da tarde e incluiu a visita às Cataratas do Niágara, à cidade de Niagara Falls e Niagara-on-ther Lake, com uma parada em Niagara Whirlpool.

Niagara Falls

Logo na saída de Toronto a guia já nos explicou como seria o passeio e aspectos curiosos e pitorescos que faziam parte do trajeto até Niagara Falls. Essa preocupação em explicar os aspectos e particularidades da viagem, sempre de uma forma descontraída, durou todo o tour.

O trajeto entre Toronto e Niagara Falls foi mais rápido do que imaginávamos: 128 km separam as duas cidades, o que pode ser feito em aproximadamente 1 hora e meia.

“Table Rock” em Niagara Falls

Ao chegarmos em Niagara Falls fomos direto ao melhor ponto de observação das quedas: “Table Rock”, bem pertinho do rio e com uma vista privilegiada das “Horseshoe Falls”, onde pudemos ficar um tempinho, literalmente de boca aberta (e de queixo caído) contemplando esse lugar fantástico que é Niagara Falls.

No horário marcado nos encontramos com a guia para continuar o Tour: nossa próxima parada foi na parte central da cidade, onde pudemos ter uma visão das cataratas por outro ângulo. É desse segundo ponto de parada que também saem os passeios de barco que vão até a parte de baixo das quedas. Nessa região central é que se tem a vista mais panorâmica das quedas, incluído a do lado americano.

Detalhe das Cataratas do Niágara a partir de Table Rock

Aproveitamos ainda para caminhar pela Clifton Hill, a “rua do entretenimento” de Niagara Falls e que lembra muito a “Las Vegas Strip”, dentro das devidas proporções, é claro!

Área da Clifton Hill com a Niagara SkyWheel ao fundo

É na área da Clifton Hill que fica o Museu de Cera, se concentram os restaurantes, os hotéis, cassino, o Ripley’s Believe It or Not!, o Museu do Guinness Book, o Hard Rock Cafe, as lojas da Coca-Cola e da Hershey’s, além de outras atrações turísticas. Dá para gastar algumas horas explorando a região da Clifton Hill, onde aproveitamos também para almoçar no iHop e comprar algumas lembrancinhas.

Vista Panorâmica de Niagara Falls, onde é possível visualizar a queda americana (a esquerda), a queda canadense (ao fundo) e parte da cidade (a direita)

O tempo que passamos em Niagara Falls foi justo e suficiente para explorar o centro da cidade e fazer um almoço rápido. Tudo pode ser feito a pé sem nenhum problema. Logo depois do almoço, no horário cominado, embarcamos com destino ao nosso próximo destino do tour: Niagara-On-The-Lake.

Niagara-on-the-Lake

O caminho entre Niagara Falls e Niagara-on-the-Lake foi uma atração a parte. A estrada é uma rota cênica, com paisagens deslumbrantes. No caminho ainda fizemos uma parada para conhecer o Niagara Whirlpool, uma piscina natural, ao longo do rio Niagara, que forma um redemoinho com características únicas.

Cable Car sobre Niagara Whirlpool

Dependendo do volume de água que desce o rio Niágara, a direção do fluxo muda quando chega na “piscina”. Como esse controle de volume é feito através das usinas que ficam na parte alta do rio, durante o dia o fluxo de água que corre é maior e contorna a piscina em sentido anti-horário. Já durante a noite, com um menor volume de água sendo liberado,  a água corre pelas bordas da piscina no sentido horário. É um fenômeno muito legal de ser observado e que só descobrimos o lugar graças à nossa guia do Tour.

Em Niagara Whirlpool há também um “cable car” e uma área para prática atividades ao ar livre. Como o “cable car” funciona por sazonalidade, sugerimos que verifique se na época de sua visita ele estará em funcionamento. O ingresso para adultos (maiores de 13 anos) custa 16 dólares canadenses. Já o ingresso para crianças (de 6 a 12 anos) custa 10,25 dólares canadenses. Crianças até 5 anos não pagam ingresso.

Niagara-on-the-Lake

Seguindo caminho nossa próxima parada foi na charmosa Niagara-on-the-Lake. A cidade é uma graça e nos lembrou muito uma cidade que visitamos quando fizemos nossa viagem pela costa da Califórnia: Carmel-by-the-Sea. Se você ainda não viu como foi esse nosso passeio, poderá ler o post aqui: Roteiro para a Califórnia.

Ao visitar Niagara-on-the-Lake tive uma imersão no século 18, pois as casas e prédios ainda conservam as características de quando a cidade era capital da colônia inglesa. Uma lei local também protege os edifícios, proibindo sua descaracterização ou a construção de imóveis modernos.

Niagara-on-the-Lake

Aproveite o tempo livre para explorar as lojinhas, tomar um café ou um sorvete e não deixe também de experimentar um produto local, muito conhecido na região e ainda desconhecido de pela maioria de nós, brasileiros: o Ice Wine.

Ice Wine

Embora Niagara-on-the-Lake seja conhecida por ser um lugar turístico, boa parte da renda da região vem da produção de um vinho único: o Ice Wine. Esse foi justamente o foco da próxima parada do tour, onde visitamos um produtor local de Ice Wine , pudemos conhecer o processo de produção do vinho, além é claro de provar algumas variedades e conferir o que faz do Ice Wine um vinho único e diferente.

Ice Wine servido em cálices de chocolate

Embora o Ice Wine não tenha sido uma invenção canadense, o país hoje é o maior produtor mundial desse tipo de vinho. A diferença dele para o vinho tradicional está no processo de produção. Com as baixas temperaturas que fazem no Canadá as uvas congelam ainda nas parreiras. Com temperaturas negativas, a água contida nas uvas congela. Então, durante a madrugada e por processo manual, as uvas são colhidas e delas é retirada uma pequena quantidade de néctar, que mesmo em temperaturas negativas ainda permanece em estado líquido.

Visita guida à produtora de Ice Wine

Essa pequena quantidade de néctar que é extraído de cada fruto dá origem a um vinho encorpado, quase licoroso, naturalmente doce e com alto teor alcoólico, ideal para ser tomado bem gelado, harmonizando perfeitamente com doces. Você vai encontrar muitos bares e restaurantes na região que servem o vinho em pequenos cálices de chocolate, da mesma forma que o Licor de Ginja, a Ginjinha, é servido na cidade portuguesa de Óbidos.

Justamente por apenas uma pequena quantidade de líquido das uvas ser utilizada para produzir esse tipo de vinho, com rendimento em torno de 10% do vinho produzido de forma tradicional, o peço de cada garrafa, que tem entre 200 e 375 ml,  custa em torno de 25 a 60 dólares canadenses. Claro que há rótulos especiais, que custam muito mais caro e que passam dos 150 dólares canadenses por garrafa de 375 ml. Mas esses são para especialistas e apreciadores de vinhos especiais, o que é não é o meu caso.

Uma dica: fique atento às garrafas com preços mais baixos. Leia o rótulo e confirma a composição do vinho, pois muitas vezes o Ice Wine pode ser fortificado, ou seja, misturado com destilados.  Assim, a visita a um produtor, que ofereça degustação, é o ideal: você poderá provar vinhos produzidos com variedades diferentes de uvas e descobrir qual irá agradar mais o seu paladar.

Retorno para Toronto

Depois de provar os vinhos e de comprar algumas garrafas chegou a hora de voltamos para Toronto. Todos alegres com a degustação dos vinhos, a viagem de volta passou muito rápido e no final da tarde já estávamos de volta ao nosso hotel.

Veículo da VIP Ontario Tours que fez o nosso transporte

Nossa Avaliação

A avaliação que fazemos do Tour por Niagara Falls da VIP Ontario Tours é a de que vale cada centavo pago. Nossa guia foi extremamente atenciosa e educada, além de demonstrar um profundo conhecimento do passeio e dos lugares visitados.

O veiculo da VIP Ontario Tours utilizado em nosso tour era novo, confortável, limpo (por dentro e por fora), silencioso e extramente bem cuidado. O veículo nos surpreendeu pois era acima da média dos que costumamos ver nos Tours que fazemos em nossas viagens.

Nossa nota para os serviços da VIP Ontario Tours é 10. Não temos absolutamente nada de negativo para relatar do passeio, que foi perfeito do início ao fim.

Gostou? Ficou animado para viajar? Fale com a gente. Teremos o maior prazer em ajudar a planejar a viagem perfeita para você!

*O Viajante Rei fez o Tour para Niagara Falls a convite da VIP Ontario Tours.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *